03 outubro 2006

Deus sabe que sofremos? Eu creio que sim...



Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O CHORO pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem o cântico de júbilo." Salmo 30.5 "...Porque o Cordeiro que está no meio, diante do trono, os apascentará e os conduzirá às fontes das águas da vida; e Deus lhes ENXUGARÁ dos olhos toda lágrima [...]Ele ENXUGARÁ de seus olhos toda lágrima; e não haverá mais morte, nem haverá mais pranto, nem lamento, nem dor; porque já as primeiras coisas são passadas." Apocalipse 7.17 e 21.4

Estou neste momento com o coração apertado, em uma situação não muito fácil. Acabo de chegar em minha sala pastoral após ler a síntese da vida e destino de alguns passageiros que perderam a vida no acidente do Boing da Gol, no último fim de semana. Li que esposos perderam esposas e filhos, ainda crianças, de no máximo 5 anos. Li que netos tiveram a espera pelo avô frustrada, e outros, carreiras prematuras interrompidas. Li ainda que um destes tivera a "sorte" na hora errada, pois havia estado em Manaus por ter sido escolhido para uma conferencia da empresa que poucos têm a sorte de estar. Um deles, sobre o qual li de forma mais detalhada nas palavras de sua esposa, fazia o que amava, era antropólogo e desejava viver entre os índios, e voltava para quem amava, esposa e filha. Aliás, nesta história, pude ver a imagem do desespero de uma esposa que deve estar se repetindo no rosto de outras mães, filhos e filhas, esposos, netos, namoradas, amigos, de todos nós. Dela li também a pergunta: "Se Deus existe, porque deixou que isto acontecesse conosco?", e lembrei-me de uma pergunta de C. S. Lewis em um filme biográfico sobre este escritor cristão: "Se nós quando amamos, choramos quando alguém que amamos sofre, porque Deus não?".
Creio que fui fiel às duas perguntas, e sinto-me incapaz de respondê-las. Sei que posso vir a parecer insensível neste momento diante da dor de tantos que perdem seus entes queridos, mas saiba, não estou. Contudo, sei também que Deus não está insensível ao nosso sofrimento. Aliás, Ele sentiu nossa dor de forma tão profunda que se fez um de nós a fim de livrar-nos dela de uma vez por todas. Seu sofrimento e morte demonstraram isto. Por isto sei onde Ele está neste momento, e sei que deseja enxugar nossas lágrimas, as lágrimas daquela esposa, daquele esposo, daquela filha, daquele filho, dos que choram hoje a perda de seus entes queridos.
Não quero ser visto como um irresponsável que simplifica a dor dos que a sentem. Eu sei o que é sentir dor. Pouco mais de um ano atrás perdi em menos de dois meses duas pessoas as quais amava muito. a Primeira fora minha avó, que num surto depressivo tirou a própria vida. Em seguida, minha irmã ficou viúva com 25 anos, e três filhos. Perdi um cunhado que era como um irmão. Ainda hoje sinto falta de sua pessoa, e pergunto a Deus como seria se ele estivesse entre nós. Contudo, não posso negar aqui que Deus não tenha sentido conosco. Ele não somente sentiu, como nos consolou. Não me posso negar o direito de dizer aquilo que Ele fez por mim e por minha irmã, que O conheceu como Deus Consolador em sua vida. Sei que muitas coisas ainda precisam ser cuidadas, tratadas, curadas, mas vejo a boa mão do Senhor sobre nossas vidas.
Sabe, Deus existe, e Ele não é indiferente para com nossa dor. Nós que somos muitas vezes indiferentes para com o Seu Consolo. Mas graças a Ele que nos sustenta, e faz-se presente mesmo quando não nos apercebemos e muitas vezes nos fechamos para seu toque de cura. Sei que outros fatos como estes acontecerão. Após a queda do Boing da Gol outra aeronave de menor porte explodiu no ar e matou três pessoas. Não se fala tanto destes que também morreram. Na verdade, outros acidentes acontecem em todo mundo, a todo instante. Outras vidas e histórias estão sendo ceifadas pelo mundo afora por muitos motivos como o desemprego, as drogas, a bebida, a violência gratuita, a maldade do coração humano. Infelizmente o pecado nos privou da alegria da vida sem sofrimento, e nós não sabemos ainda, e penso que não compreenderemos, do por quê do nosso sofrimento, pessoal e de toda humanidade. C. S. Lewis tentou uma resposta, e disse ser o sofrimento o megafone de Deus, pelo qual nos faz voltar para Ele, e atentarmos ao Seu falar. Contudo, entendo ouvir, em meio a tanta calamidade e sofrimento, Deus nos dizer que Ele sabe de nossa dor, e que desceu a fim de livrar-nos dela. Que para ela tem uma única resposta e consolo: Jesus Cristo.
Volto-me agora para as histórias que me levaram a escrever tudo isto. Lembro-me da esposa que pela filha é consolada em seu choro. Sinto-me incapaz diante de tal situação. Então, volto-me para o alto, e clamo a Deus! Sei que Ele é o único suficientemente capaz de entendê-los em seu sofrer, e ainda mais o único suficientemente capaz de consolar os que choram. Fecho meus olhos e contemplo os novos céus e a nova terra, na qual não haverá mais choro, pois o sofrimento não será mais possível. Lembro-me do salmista e de seu testemunho: "na presença de Deus há plenitude de alegria", então desejo que ela seja sentida por todos que agora sofrem e choram a dor da perda. Então, volto-me para Ele e oro: "Pai, em nome do Teu Filho Jesus, Senhor de todo consolo, toca-os agora com Teu Espírito, e enxugue suas lágrimas, assim como as minhas também, amém!"

Cleber B. Gouveia, pr.

4 comentários:

  1. Anônimo3:25 PM

    Olá meu querido pastor!
    Infelizmente o pecado torna o sofrimento inevitável nas nossas vidas, mas o nosso Deus Grandioso, rico em amor e misericórdia, nos conforta o coração com expressão como: "Eu te carrego no meu colo desde o ventre materno, e até a tua velhice Eu serei o mesmo, te carregarei e te salvarei... porque com amor eterno eu te amei e com benignidade eu te atraí, tu és meu... e ainda que uma mãe viesse a esquecer-se do filho que mama, Eu jamais me esquecerei de ti, pois nas palmas das minhas mãos estás gravado... por isso, não temas, que Eu te ajudo, te fortaleço e te sustento com a minha destra fiel".
    Não há dor, por maior que seja, que o nosso Deus Todo-Poderoso, não possa sarar.
    Que Deus nos abençoe e sare as feridas do nosso coração e da nossa alma.
    Vasti

    ResponderExcluir
  2. Aline Cristina5:38 PM

    Realmente quando sofremos pela dor temos tendencia a querer saber o porquê´, se Deus é tão soberano! Mas só cabe a nós entedermos que qualquer coisa ruim que nos aconteça, Ele sempre está ao nosso lado para nos carregar em seu colo e nos consolar!
    O Sofrimento é uma das consequências do pecado!
    Mas "todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus" só basta nós confiarmos, pois Ele tem sempre o melhor pra gente, e não quer nos ver sofrer!!

    ResponderExcluir
  3. Mesmo diante da dor, não podemos perder a visão da promessa. Aquele que fez a promessa e Fiel pra cumprir. A dor às vezes vem para nos enfraquecer na fé em Deus, mas Ele jamais irá nos abondonar, mesmo diate de nossos questionamentos como: onde Ele estava na hora da dor, na hora do choro, na hora da morte? Ele estava trabalhando calado!

    ResponderExcluir
  4. obrigado por sua palavras... continuem orando por mim... sinto-me plenamente incapaz de continuar sem suas orações...

    ResponderExcluir